Cancro da Próstata

O que é o Cancro da Próstata?

O cancro da próstata é um tumor maligno da próstata, uma glândula exclusivamente masculina, que se situa logo abaixo da bexiga e que envolve a uretra - o canal por onde passa a urina em direção ao exterior. 

É uma das neoplasias mais frequentes no homem, sendo a segunda causa de morte por cancro na população masculina

Este tipo de cancro tem a particularidade de evoluir de forma silenciosa. Na maior parte dos casos, os doentes não têm qualquer sintoma durante a progressão do tumor e as queixas surgem já em estados avançados da doença.

O cancro surge devido a uma anomalia nas células glandulares. Em situações normais, as células crescem e dividem-se para formar novas células. Umas morrem e são substituídas por novas. É assim o ciclo de vida celular considerado normal. No cancro, este mecanismo sofre alterações. 

Em determinada altura, e por razões desconhecidas, as células tornam-se mais agressivas devido a alterações ou mutações no seu ADN. Começam a multiplicar-se de forma descontrolada e a um ritmo mais elevado do que as restantes células da próstata. Por outro lado, as células velhas e doentes não morrem, acumulando-se no órgão e dando, assim, origem ao tumor. 

Causas do Cancro da Próstata

Existem diversos factores de risco conhecidos e comprovados que aumentam o risco de sofrer de cancro da próstata, entre eles:
Older
Idade avançada
Homens com mais de 50 anos têm maior risco de desenvolver esta doença.
Hereditariedade
Histórico familiar
O risco é superior se um familiar próximo (como o pai, um irmão ou um tio) sofreram de cancro da próstata.
Afro
Origem étnica
Este tumor é mais frequente em pessoas de raça negra.
Testosterona
Testosterona
A causa de degenerescência e multiplicação das células da próstata é a testosterona, a hormona masculina.

Para além destes fatores, os hábitos alimentares também têm um forte impacto. 

As dietas ricas em gorduras saturadas e demasiado proteicas, com elevado consumo de carne vermelha, facilitam igualmente o aparecimento deste tumor. 

A obesidade, a exposição e contacto com produtos tóxicos parecem também potenciar a probabilidade de vir a sofrer deste tumor. 

Tipos de Cancro da Próstata

Nem sempre o aumento de volume da próstata é causado por um cancro; nalguns casos, esse aumento pode ser benigno. Isto significa que a doença não é tão agressiva e a probabilidade de colocar em risco a vida do doente é por isso muito menor, podendo estes doentes ser tratados com muito menor risco de complicações ou sequelas. 

Ao contrário dos tumores benignos, os tumores malignos como o cancro da próstata podem crescer localmente e invadir outros órgãos próximos do local de origem ou metastizar, ou seja, disseminar-se e afetar outros órgãos do organismo, mesmo que afastados do órgão onde se desenvolveram. 

No cancro da próstata, estes dois tipos de comportamentos das células cancerígenas podem ocorrer: 

  1. Na falta de um diagnóstico precoce, as células tumorais multiplicam-se e podem ultrapassar os limites da próstata e invadir outros órgãos próximos . 
  2. Também pode acontecer que as células cancerígenas se libertem do tumor, viajem pelo sistema linfático ou pela corrente sanguínea e originem a formação de “tumores” noutros órgãos (as “metástases”). Este processo é conhecido como metastização. 

O tumor maligno da próstata pode ser constituído por vários tipos de células, mas na maioria dos casos, trata-se de um adenocarcinoma. Em situações mais raras, em menos de 1% dos casos, pode tratar-se de outros tipos de cancro: na próstata, podem ocorrer tumores como o carcinoma de pequenas células ou os sarcomas. 

Sintomas do Cancro da Próstata

O cancro da próstata costuma ser assintomático durante anos. Progride sem manifestar a sua presença. 

Todavia, existem alguns indícios que levam a suspeitar da presença do tumor. Os sintomas dependem, naturalmente, do estádio de evolução do cancro. 

Teste Ipss Sintomas Prostata

Sintomas do Cancro em Estádios Iniciais

Nos casos em que o cancro é detectado/diagnosticado numa fase precoce, os sintomas manifestam-se devido ao aumento local do tumor. 

Mas tenha em atenção que a sintomatologia do cancro da próstata não é exclusiva desta neoplasia, ou seja, os mesmos sintomas podem ser encontrados noutras doençasÉ por isso, muito importante fazer um diagnóstico diferencial. 

No cancro da próstata, os sintomas são sobretudo relacionados com o aparelho urinário inferior. 

Dividem-se em três categorias: sintomas de esvaziamento, enchimento e pós-miccionais.

1. Sintomas de Esvaziamento - manifestam-se através de: 

  • Jacto urinário fraco e/ou fino;
  • Interrupção do jacto (não urinar tudo de uma vez);
  • Demorar muito tempo a urinar;
  • Demorar a começar a urinar; 
  • Ardor a urinar;
  • Necessidade de realizar esforço abdominal para conseguir urinar.

2. Sintomas de Enchimento - incluem: 

  • Vontade súbita de urinar; 
  • Incapacidade de reter a urina, quando se tem necessidade súbita de urinar;
  • Aumento da frequência das micções (Urinar muitas vezes);
  • Aumento do número de vezes que se urina durante a noite; 
  • Dor/sensação de peso abaixo do umbigo.

3. Sintomas pós-miccionais - traduzem-se em:

  • Sensação de não esvaziar completamente a bexiga;
  • Ficar a pingar urina no fim de urinar.

Sendo o tumor geralmente assintomático, esta sintomatologia pode nunca ocorrer; pode ser encontrada nas fases localmente avançadas da doença ou quando o cancro se associa a um aumento de volume, benigno, da próstata.

Podem ainda ocorrer outros sintomas menos típicos, como a presença de sangue na urina, infecções urinárias, dores lombares ou, mais tarde, retenção urinária aguda (ficar com a urina presa, não se ser capaz de urinar, evento que pode ocorrer de forma súbita).

À medida que o cancro progride, os doentes experienciam outro tipo de sintomas. 

Sintomas do Cancro Metastizado (Avançado)

Se o cancro já estiver metastizado, “espalhado” para outros órgãos, já fora da próstata e disseminado pelo corpo, os sintomas podem ser causados pelas próprias metástases ou por produtos originados pelas mesmas

Os sintomas mais frequentes de cancro avançado da próstata são:

  • Dores ósseas, lombares ou noutras localizações;
  • Emagrecimento;
  • Falta de forças e cansaço (consequência da anemia, frequente nestes doentes).  

Podem ainda surgir sintomas de compressão da medula vertebral causados pelas metástases vertebrais, geralmente com dor lombar muito intensa, fraqueza e alteração da sensibilidade dos membros inferiores. 

É também possível os doentes terem alterações intestinais, do controlo da bexiga ou fracturas ósseas patológicas. 

Diagnóstico do Cancro da Próstata

rastreio ao cancro da próstata deve ser realizado por todos os homens a partir dos 50 anos - de acordo com as recomendações das principais sociedades médicas urológicas (europeia e americana).

Contudo, quando existe história de um familiar com cancro (pai, irmão, avô ou tio), deve haver especial atenção

Os exames de diagnóstico permitem identificar a presença do tumor, antes do aparecimento dos sintomas, avaliar o grau de progressão da neoplasia e a caracterizar o tumor.

dois exames essenciais ao diagnóstico, são eles: 

  • Toque rectal (palpação da próstata para detectar a existência de nódulos ou áreas irregulares, com consistência dura);
  • Análise do PSA (antígeno específico da próstata).

Depois, podem ser necessários métodos de diagnóstico complementares, tais como: 

A confirmação do diagnóstico depende sempre dos resultados da biópsia prostática.

Video Diagnostico Cancro Prostata
O Dr. José Santos Dias explica o que deve fazer se for diagnosticado com Cancro da Próstata.

Tem algum sintoma que indicie Cancro da Próstata?

O toque rectal e a análise do PSA permitem confirmar ou eliminar as suas suspeitas. São exames rápidos e que estão na linha da frente do diagnóstico deste tipo de tumor.

Tratamentos para o Cancro da Próstata

O tratamento do cancro da próstata depende da fase da doença em que é diagnosticado.

A terapêutica deve começar logo que possível, após a confirmação do diagnóstico. No entanto, o seu início pode depender do estádio de evolução do tumor, da gravidade da situação e da eventual necessidade de mais exames complementares para esclarecer algumas características da doença.

Nesta fase, é importante que fale com o seu médico e esclareça todas as dúvidas. Discuta as diferentes opções de tratamento e os efeitos secundários associados a cada delas.

É normal que o tratamento envolva equipas multidisciplinares com diferentes especialidades médicas, tal como a urologia, oncologia e radioterapia. 

Quando é diagnosticado precocemente, as terapêuticas têm fins curativos, ou seja, o objectivo é eliminar o cancro, curar a doença.

Já nos casos mais avançados, o tratamento tem uma função paliativa. Os tratamentos procuram controlar a doença, impedir a seu progressão e limitar as queixas dos doentes, oferecendo uma melhor qualidade de vida. 

Braquiterapia para o Cancro da Próstata

A braquiterapia prostática é uma das terapêuticas oncológicas mais utilizadas e eficazes no tratamento do cancro da próstata localizado. 

Cirurgia Laparoscópica para o Cancro da Próstata

A cirurgia laparoscópica, também designada de prostatectomia radical laparoscópica, é uma terapêutica cirúrgica usada no tratamento do cancro da próstata localizado.

Cirurgia Robótica para o Cancro da Próstata

A cirurgia assistida por robot no tratamento do cancro da próstata é uma abordagem inovadora. Consiste na utilização de um equipamento robótico, totalmente controlado pelo médico. 

Cirurgia Aberta para o Cancro da Próstata

A cirurgia aberta, também conhecida por prostatectomia radical aberta, é a abordagem clássica, na qual o cirurgião acede à próstata por meio de uma incisão cirúrgica. 

Crioterapia para o Cancro da Próstata

A Crioterapia Prostática utiliza temperaturas extremamente baixas para congelar e destruir as células do cancro da próstata. 

Radioterapia Externa para o Cancro da Próstata

A Radioterapia Externa é uma técnica utilizada no tratamento do cancro da próstata localizado.

Video Estadiamento Cancro Prostata
O Dr. José Santos Dias indica quais os passos e exames que definem quais as características e a fase em que se encontra o Cancro da Próstata.

Prognóstico do Cancro da Próstata

O prognóstico desta doença é diferente consoante a fase e evolução do tumor (se ainda é local ou já se disseminou). Difere também em função do valor do PSA prévio ao tratamento, do grau histológico (Classificação de Gleason) e consequente agressividade do tumor.

Tumores localizados

Após a realização de tratamento para um tumor localizado, as taxas de sobrevivência atingem:

  • 98-100% aos 5 anos; 
  • 90-95% aos 10 anos.

As taxas de sucesso da cirurgia, braquiterapia e radioterapia externa são semelhantes. 

Tumores localmente avançados

Nas formas localmente avançadas, o prognóstico é obviamente pior. As taxas de sobrevivência atingem: 

  • Cerca de 75% aos 5 anos;
  • 60% aos 10 anos.

Tumores avançados

Os doentes sob terapêutica hormonal têm taxas de sobrevida que variam em função da idade, da diferenciação tumoral e da presença ou ausência de outras doenças simultâneas.

A esperança de vida cai de uma forma abrupta se o tumor se tornar resistente à castração (antigamente designado por hormono-resistente).

No entanto, mesmo neste caso, têm sido conseguidos avanços significativos na terapêutica destes doentes, com novos fármacos já utilizados na prática clínica. Fármacos como a Abiraterona, a Enzalutamida, a Apalutamida ou a Darolutamida mostraram óptimos resultados no tratamento destes doentes que, há alguns anos, quando atingiam esta fase, tinham uma muito reduzida esperança de vida e, além disso, uma má qualidade de vida. Este padrão alterou-se completamente na actualidade.

Dr. José Santos Dias

Director Clínico do Instituto da Próstata

  • Licenciado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa
  • Especialista em Urologia
  • Fellow do European Board of Urology
  • Autor dos livros "Tudo o que sempre quis saber Sobre Próstata", "Urologia fundamental na Prática Clínica", "Urologia em 10 minutos", "Casos Clínicos de Urologia" e "Protocolos de Urgência em Urologia"

Perguntas Frequentes sobre o Cancro da Próstata

Qual é a probabilidade de um homem ter Cancro da Próstata?

icon down

Para que serve a Próstata?

icon down

O que causa o Cancro da Próstata?

icon down

Quais os sintomas ou sinais de Cancro da Próstata?

icon down

Como é feito o diagnóstico de Cancro da Próstata?

icon down
Referências

Pedido de Marcação de Consulta