Próstata Aumentada pode Causar Disfunção Eréctil (Impotência Sexual)?

A relação entre a próstata aumentada (designada por Hiperplasia Benigna da Próstata - HBP) e a disfunção eréctil (impotência sexual) é um dos temas que levanta mais questões e incertezas. 

Afinal de contas, uma coisa é certa: ambos os problemas afectam a qualidade de vida dos pacientes, pelo que a sua combinação resultar em ainda maior preocupação.

Contudo, ao longo do tempo foram surgindo diversos mitos acerca desta relação que importa esclarecer.

 

O que é a Hiperplasia Benigna da Próstata?

Esta é uma patologia que se caracteriza por um acréscimo no número de células da próstata, resultando no aumento do seu volume e tamanho. Esta alteração ocorre especialmente numa região denominada zona de transição, em torno da uretra.

De forma geral, a incidência deste problema tende a aumentar com a idade: estima-se que afecte cerca de 20% dos homens com mais de 40 anos e um em cada três com idade superior a 65 anos.

Entre os principais factores de risco que parecem aumentar a probabilidade de desenvolver um crescimento benigno da próstata, encontra-se a testosterona, responsável pela proliferação celular neste órgão que causa a patologia.

 

Principais Sintomas da HBP

Como o aumento de volume se desenvolve, sobretudo, em torno da uretra, causando a sua compressão, é frequente que surjam algumas queixas urinárias, conhecidas por LUTS (do ingês Lower Urinary Tract Symptoms, que quer dizer Sintomas do Aparelho Urinário Inferior).

Alguns dos sintomas mais comuns são:

  • Diminuição do jacto urinário;
  • Incapacidade de urinar;
  • Micção desconfortável ou dolorosa;
  • Sensação frequente de bexiga cheia;
  • Incontinência urinária (incapacidade de reter a urina).

 

O que é a Disfunção Eréctil (Impotência Sexual)?

A disfunção eréctil é frequentemente conhecida como impotência sexual, que se caracteriza pela incapacidade de iniciar ou manter uma erecção suficientemente forte para uma relação sexual satisfatória.

Como é frequente existir muita vergonha em admitir este problema, a verdade é que este problema é muito mais comum do que se pensa.

Apresentar dificuldade em conseguir uma erecção é natural em algumas alturas da vida, tanto em homens mais jovens como em homens mais velhos - pelo que não significa necessariamente que existe algum problema.

Contudo, quando ocorre de forma frequente é importante perceber a razão, para que a condição possa ser resolvida.

Apesar de ser uma disfunção que não representa risco de vida, acarreta, na maiorias dos casos, consequências indesejáveis para muitos homens: afecta não só a vida pessoal e sexual, como também a autoimagem e autoestima, influenciando negativamente os relacionamentos interpessoais.

Instituto Da Prostata Prostata Aumentada Pode Causar Disfuncao Erectil Impotencia Sexual

 

Qual a relação entre a HBP e a Disfunção Eréctil?

Existem diversos mitos que associam a próstata e a sua função à capacidade de erecção - e que não são verdadeiros.

Na verdade, representam mecanismos distintos: a próstata tem um papel fundamental no processo de ejaculação mas não no de erecção.

A função sexual do homem depende da normal interacção entre os seguintes sistemas:

  • Hormonal;
  • Neurológico;
  • Vascular (arterial e venoso);
  • Psicológico.

Assim, uma alteração em qualquer um deles pode causar algum tipo de disfunção, resultando na impotência.

Embora algumas doenças prostáticas possam interferir na sexualidade, normalmente não representam causas directas.

A próstata aumentada por si só não causa impotência, a não ser quando ocorre uma compressão dos nervos responsáveis pela erecção.
Alguns dos tratamentos para as doenças deste órgão, no entanto, podem causar impotência.

 

Que Tratamentos podem causar Disfunção Eréctil?

A HBP é uma patologia para a qual, hoje em dia, existe uma grande variedade de terapêuticas que, embora resolvam a condição, podem apresentar alguns efeitos secundários a nível sexual, nomeadamente quanto à capacidade de erecção.

Além disso, podem também afectar a líbido (desejo sexual) assim como o mecanismo de ejaculação.

A terapêutica médica é um dos tratamentos com mais efeitos secundários deste tipo, principalmente os inibidores da 5 alfa-redutase (finasteride e dutasteride). 

  • O finasteride foi associada à disfunção eréctil numa elecada percentagem dos homens tratados, pelo que não são fármacos de primeira linha para HBP.
  • Os alfa-bloqueantes podem diminuir a volume de esperma ejaculado.

Quanto a métodos cirúrgicos, sejam abertos ou endoscópicos, apresentam riscos de disfunção eréctil muito raros, embora acarretem riscos quanto à ejaculação.

Ainda assim, nem todos os métodos apresentam consequências sexuais, como a técnica Rezum, por exemplo.

 

Diagnóstico Precoce e Aconselhamento Especializado 

Os tratamentos para a próstata aumentada podem aumentar o risco de impotência sexual. 

Ainda assim, por vezes, é possível evitar essas consequências graças a um diagnóstico precoce. 

Quando é descoberta numa fase inicial, pode nem necessário recorrer a terapêuticas médicas ou cirúrgicas, mas sim ir vigiando activamente a evolução da doença. 

Tenta-se assim diminuir o risco de se desenvolverem consequências sexuais dos tratamentos efectuados.

Mas o primeiro passo depende de si.

Procure um especialista para ter um aconselhamento completo e personalizado, que lhe indicará o caminho mais favorável a seguir.

No Instituto da Próstata temos os profissionais, os equipamentos e os meios para um diagnóstico e tratamento de excelência. 

Marque a sua consulta e recupere a função sexual na sua plenitude. Pode fazer a marcação online, com todo o sigilo e comodidade. 

Dr. José Santos Dias

Director Clínico do Instituto da Próstata

  • Licenciado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa
  • Especialista em Urologia
  • Fellow do European Board of Urology
  • Autor dos livros "Tudo o que sempre quis saber Sobre Próstata", "Urologia fundamental na Prática Clínica", "Urologia em 10 minutos", "Casos Clínicos de Urologia" e "Protocolos de Urgência em Urologia"

Artigos Relacionados

Dr. José Santos Dias no XVI Simpósio da Associação Portuguesa de Urologia

O Dr. José Santos Dias, Director Clínico do Instituto da Próstata, foi um dos oradores do XVI Simpósio da Associação Portuguesa de Urologia (APU), que decorreu no dia 10 de Outubro de 2020, em Lisboa, Porto e Coimbra. Este evento, com...

Cancro da Próstata: Braquiterapia é das técnicas com menos efeitos colaterais

A possibilidade de surgirem efeitos colaterais é uma das preocupações mais recorrentes quanto aos tratamentos do cancro prostático. O cenário ideal é eliminar o tumor e melhorar a qualidade de vida dos pacientes, não tendo de lidar com...

Os Tratamentos mais eficazes para homens com Próstata Aumentada

As opções terapêuticas para a próstata aumentada, ou Hiperplasia Benigna da Próstata, são uma forma de acabar com a sintomatologia típica e incomodativa. Hoje em dia existe uma vasta gama de opções para o tratamento deste...

Pedido de Marcação de Consulta