Ressonância Magnética Nuclear

Ressonância Magnética Nuclear Pélvica

A Ressonância Magnética Nuclear, de preferência 3 TESLA (ou eventualmente com sonda endo-rectal), tem maior sensibilidade do que a TC (“TAC”) é um exame muito útil e indispensável para o estadiamento de um tumor da próstata, nomeadamente porque permite uma avaliação rigorosa da eventual extensão extra-prostática da doença. Pode ainda ser útil para planificação da cirurgia a realizar, nos casos em que está indicada.